Por dentro da carreira em Recursos Humanos

O que faz o profissional de Recursos Humanos?

O profissional de Recursos Humanos trabalha em consultorias ou em empresas de todos os setores, realizando atividades que dizem respeito à administração e ao desenvolvimento do capital humano daquela instituição. A área vem ganhando cada vez mais importância, passando de um setor de apoio, como era antigamente, para uma área estratégica fundamental para o sucesso de uma empresa. As atividades podem variar em nível de complexidade e campo de atuação, indo das mais operacionais e com menos contatos interpessoais até as mais estratégicas com intenso contato com colaboradores:

  • Departamento Pessoal, administra os processos relativos a admissão, demissão, folha de pagamento, benefícios, férias, etc, o que exige muito conhecimento das leis e relações trabalhistas;
  • Recrutamento e Seleção, envolve a divulgação de vagas, a atração e triagem de candidatos, a realização do processo de seleção (entrevistas, testes, dinâmicas...) e a escolha pelo candidato contratado;
  • Treinamento e desenvolvimento, planeja e organiza atividades que visam capacitar e aumentar o desempenho dos funcionários. Também pode envolver a administração de programas de qualidade de vida e de avaliação de desempenho, auxiliando nos planos de carreira;
  • Cargos e salários, realiza pesquisa salarial e constrói o plano de cargos e salários da empresa;
  • Outras atividades que envolvem o comportamento humano na empresa, por exemplo: comunicação interna, estratégias institucionais, gestão de clima organizacional, gestão de carreiras, e questões relativas à motivação, liderança, conflitos, etc.

Dependendo da organização e do tamanho da empresa, pode haver equipes ou profissionais diferentes para cada uma dessas atividades, ou um único profissional generalista responsável por mais de uma área.

Perfil do profissional de Recursos Humanos

Além da habilidade para lidar com pessoas e gerir o capital humano, espera-se que o profissional de RH tenha uma visão global de administração e negócios, pensamento estratégico e foco em resultados, para conseguir trabalhar em parceria com os outros setores e a diretoria da empresa, promovendo vantagens competitivas no mercado. O profissional deve também ser capaz de entender e estar alinhado com a cultura da empresa, realizando processos coerentes. No entanto, o profissional de RH ainda se diferencia das outras áreas por fazer tudo isso acontecer ao administrar e apoiar os colaboradores, então o domínio das ciências humanas continua sendo indispensável. Para crescer na carreira, é necessário investimento contínuo na sua formação, portanto, iniciativa e gosto pelos estudos.

A faculdade de Recursos Humanos

O curso de Gestão de Recursos Humanos é um curso superior tecnológico que surgiu em resposta à necessidade do mercado de trabalho, que buscava profissionais com uma formação mais curta e voltada à prática, sem todo o conhecimento teórico das graduações clássicas. Tem duração média de 2 anos, e é recomendado que os estudantes façam estágios desde o início em diferentes empresas para saber quais as áreas que têm mais interesse. Durante o curso, são estudados temas como administração, informática, relações trabalhistas, contabilidade, recrutamento e seleção, rotinas de pessoal, plano de carreira, etc. Além de graduados em Gestão de Recursos Humanos, o mercado é ocupado principalmente por administradores e psicólogos.

Bacharelado ou tecnólogo?

Apesar da área de Recursos Humanos contratar profissionais de diversas formações, como Pedagogia, Serviço Social, Direito e Engenharia, o mais comum são as formações de Administração, Psicologia e Gestão de Recursos Humanos. Administração e Psicologia são graduações clássicas, que duram de 4 a 5 anos, e abordam todo o conjunto de teorias e práticas destas áreas do conhecimento, de forma mais ampla e completa. Na faculdade de Administração aprende-se a gerir uma empresa ou instituição, então o curso abrange os vários elementos desse processo, por exemplo: planejamento, produção, economia, contabilidade, gestão, vendas, liderança... Em em Psicologia estuda-se o comportamento e a mente humana a partir de diversas teorias, incluindo estudos sobre o desenvolvimento humano, a aprendizagem, as relações sociais... Já Gestão de Recursos Humanos é um superior tecnológico de duração média de 2 anos, voltada para a prática em RH, e o fato de ser um curso tão específico pode ser uma vantagem ou desvantagem, dependendo das suas intenções profissionais. Na empresa, todos estão capacitados a atuar em RH, cada um com uma visão particular, mas uma coisa que diferencia os psicólogos dos outros profissionais é que só eles podem aplicar testes validados pelo Conselho Regional de Psicologia, que uma empresa pode escolher usar em processos de seleção.

A diferença nas formações resulta em mais campos de atuação para os psicólogos e administradores, além de maiores possibilidades de crescimento, enquanto o curso menos abrangente de Gestão de Recursos Humanos costuma significar menor mobilidade. De qualquer forma, o que vale para os três é que a atualização e a formação contínua é muito importante para a construção da carreira, e um tecnólogo em RH pode fazer pós-graduações em Administração ou Psicologia. Além disso, fatores como tempo e dinheiro disponíveis também entram na escolha do curso superior, por isso, pesquise as grades curriculares, examine suas possibilidades e escolha a mais adequada ao seu projeto de vida.

Profissão Recursos Humanos

Números de mercado de trabalho

A remuneração na área de Recursos Humanos varia muito de acordo com o nível de complexidade do cargo, o grau de responsabilidade e a importância do cargo para a empresa. Os níveis da carreira vão de assistente de Recursos Humanos...

Leia Mais