Por dentro da carreira em Jornalismo

O que faz o jornalista?

O jornalista é um profissional comprometido com a verdade. Trabalha em busca de informações para serem divulgadas nos mais diversos meios de comunicação, como jornais, revistas, rádio, televisão e websites. O bacharel em jornalismo também pode atuar como fotojornalista e com assessoria de imprensa para serviços públicos, ONGs e empresas privadas.

As notícias que os jornalistas buscam devem ter relevância, veracidade e ser de interesse público. De maneira geral, pode-se dizer que o profissional pode atuar como pauteiro (aquele que sugere os temas das reportagens), rádio escuta (busca informações novas ao analisar o concorrente ou outras fontes), repórter (vai realmente às ruas na procura das informações, faz entrevistas e depois redige e edita as reportagens) e também como editor, que normalmente assume essa posição após alguns anos de experiência.

Na parte de assessoria de imprensa, um dos principais objetivos é desenvolver o relacionamento da empresa ou de uma pessoa (como um artista), junto aos veículos de comunicação, gerando mídia espontânea com credibilidade.

Perfil do jornalista

A pessoa ideal para atuar com jornalismo deve gostar e ter domínio da língua portuguesa, ter técnicas de redação, ser crítico, ter capacidade de expressão, ser curioso, estar sempre atualizado e ter facilidade em aprender sobre softwares de edição de textos e de imagens.

O mais importante, o jornalista deve gostar de contar histórias, verdadeiras ou fictícias. A diferença do grande jornalista para o jornalista comum é a capacidade de prender a atenção de seu leitor ou ouvinte, colocando-o no centro dos acontecimentos, passando as emoções e a lógica do ocorrido.

A faculdade de jornalismo

A faculdade tem duração de quatro anos e contém matérias como economia, filosofia, história do jornalismo, sociologia, ética e língua portuguesa. A grade curricular conta também com matérias específicas, como técnicas em rádio, televisão e jornalismo online. Há aulas práticas de fotojornalismo, redação e design gráfico. Ao final do último semestre o aluno deve apresentar um trabalho de conclusão de curso (TCC) para receber o diploma.

Um detalhe importante para se lembrar é que desde 2013, o Ministério da Educação aprovou novas diretrizes curriculares, ou seja, a transformação das habilitações em Jornalismo, do curso de Comunicação Social, para o Bacharelado em Jornalismo. Isto significa que o curso de Jornalismo se tornou pleno e o aluno não terá mais o diploma de Bacharel em Comunicação com habilitação em Jornalismo, mas sim o de Bacharel em Jornalismo. Assim, as faculdades devem estar adaptadas a essa nova estrutura.

Bacharelado ou Tecnólogo?

Algumas escolas de nível superior oferecem cursos tecnólogos na área de comunicação, como é o caso do curso de Comunicação Institucional. O estudante, por exemplo, terá matéria de assessoria de imprensa, assim como no curso de jornalismo, com a diferença de ter aulas mais específicas para ampliar os conhecimentos ligados às teorias da comunicação e do marketing. Este curso tecnólogo terá aulas de gestão estratégica de comunicação de uma empresa, sendo um nicho bem mais afunilado, mas não menos necessário no mercado atual.

Cabe ao aluno escolher aquilo com o que ele realmente quer trabalhar e também quanto tempo pretende estudar antes de ingressar no mercado de trabalho. Os cursos tecnólogos costumam ter duração média de 2 a 3 anos. Lembrando que apesar de serem cursos próximos, por terem matérias ligadas, o foco principal de cada um é diferente. Por isso, ao fazer a escolha, o aluno deverá pensar com o que realmente está disposto a trabalhar no futuro.

Profissão Jornalismo

Números de mercado de trabalho

Não é preciso ser especialista para notar como o jornalismo mudou com as novas tecnologias e a internet. Os demais veículos de comunicação tiveram que sofrer adaptações para manterem-se nessa nova lei de mercado e garantir que o público continuasse...

Leia Mais