Por dentro da carreira em Psicologia

O que faz o psicólogo?

O psicólogo é o profissional que cuida das pessoas na sua dimensão mental e comportamental, podendo atuar de diversas formas e em diferentes locais como:

  • Clínicas, atendendo pessoas com os mais variados problemas e demandas, desde crianças até idosos, de forma individual, em grupo, em casal ou em família;
  • Escolas, ajudando alunos com problemas de aprendizagem e de sociabilidade, ou até mesmo como orientador profissional ou professor de Psicologia;
  • Hospitais e UBSs, atuando de forma multidisciplinar com toda a equipe de saúde para oferecer um tratamento completo aos pacientes e às suas famílias;
  • Empresas, geralmente na área de Recursos Humanos, onde pode recrutar, selecionar e treinar funcionários, ou na área de Marketing, estudando o comportamento do consumidor;
  • Universidades, desenvolvendo pesquisas teóricas ou práticas na forma de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado), qualificando-se para ser professor universitário.
  • Área jurídica, avaliando e acompanhando processos de adoção, casos de violência e de guarda de crianças;
  • Área esportiva, apoiando atletas de nível profissional para alcançar altos desempenhos em competições;
  • Outras instituições sociais e de saúde, onde pode, por exemplo, trabalhar junto a detentos em penitenciárias, crianças e idosos em abrigos, ou pessoas em tratamento de psicopatologia e drogadição, etc.

Como se vê, o estudo e o cuidado da mente humana permite ao psicólogo trabalhar em qualquer área em que haja pessoas necessitando de cuidados psíquicos, seja trabalhando individualmente ou em equipe, como autônomo ou empregado.

Perfil do profissional de Psicologia

Devido à ampla gama de atividades possíveis ao psicólogo, é difícil definir um único perfil de profissional, podendo haver psicólogos introvertidos, extrovertidos, falantes, tímidos, dinâmicos, calmos, racionais, intuitivos, e por aí vai, todos aptos à profissão e exercendo um bom trabalho. Mas um aspecto que une todas as atuações, desde clínica e psicopedagogia até pesquisa e organizacional, é a questão do cuidado às pessoas, seja direto ou indireto. É imprescindível ter compromisso e responsabilidade pelo cuidado que se oferecerá, além de respeito e preocupação genuína com a saúde e bem estar das pessoas para quem se trabalha. Aliado a isso está a formação e os estudos contínuos que se espera do psicólogo, para que ele sempre aja de maneira ética, consciente e fundamentada em técnicas e teorias comprovadas.

A faculdade de Psicologia

O curso tem duração de 5 anos, ao longo dos quais uma enorme variedade de conhecimentos e teorias são abordados. O ciclo básico inclui matérias como biologia, neurociências, filosofia, sociologia, antropologia e estatística, e durante o curso são apresentadas as muitas teorias e técnicas da Psicologia, as quais são usadas pelo profissional nas suas diferentes atuações. Alguns exemplos dessas teorias e técnicas: Psicanálise, Análise Experimental do Comportamento, as Psicologias Humanistas, Psicologia Analítica, as teorias de aprendizagem e do desenvolvimento... No começo pode parecer estranho e confuso que tantas teorias diferentes entre si coexistam, mas o que faz com que todas sejam “Psicologia” é o foco no estudo da mente e do comportamento humano, cada uma com uma certa visão de mundo e de homem, o que implica em teorias e práticas diversas. Conforme o estudante vai conhecendo as teorias e as atuações, espera-se que ele vá se direcionando para tais áreas, especialmente na forma de estágios. Todos os cursos oferecem o básico da Psicologia, mas cada faculdade costuma ter uma ênfase diferente, por isso, pesquise as grades curriculares e as oportunidades de estágio das instituições do seu interesse.

Habilitações: Psicólogo, Bacharelado ou Licenciatura?

Ao ingressar no curso de Psicologia, a habilitação automática é a de Psicólogo, que tem duração de 5 anos e cujo diploma permite ao graduado se inscrever no Conselho Regional de Psicologia (CRP) e exercer a profissão de forma plena, em qualquer área de atuação. As habilitações de bacharelado e licenciatura são opções adicionais para o estudante, e portanto requerem algumas disciplinas e estágios além dos exigidos na habilitação de Psicólogo. A formação de bacharel enfoca o conhecimento e a prática acadêmica, e pode ser conseguida ao partir do final do quarto ano de curso. O bacharel em Psicologia pode ingressar em programas de pós-graduação, mas não pode exercer a profissão de psicólogo. Já na habilitação de licenciatura, o estudante é preparado para a docência, podendo, após se formar, ser professor de Psicologia na Educação Básica (educação infantil até ensino médio).

Profissão Psicologia

Números de mercado de trabalho

Como o psicólogo pode atuar de várias formas e em diferentes locais, o salário pode variar muito. Dados do Conselho Regional de Psicologia (CRP) apontam que o salário médio inicial dos psicólogos clínicos é de R$1.815,00, sendo R$122,00 cada consulta....

Leia Mais