Por dentro da carreira em TI

O que faz o profissional de TI?

O profissional de TI (Tecnologia da Informação) é o profissional capaz de produzir, transmitir, organizar, gerenciar, tratar e armazenar informações utilizando a computação, com o objetivo de otimizar processos organizacionais. É uma área muito ampla na qual o profissional desenvolve e aplica soluções referentes ao hardware, ao software, aos sistemas de telecomunicações ou à gestão de informações e dados. Dentro de cada uma dessas áreas, há mais campos de atuação específicos, por exemplo: desenvolvimento de sistemas, banco de dados, segurança da informação, redes de computadores, etc.

Perfil do profissional de TI

Quem pensa que para se trabalhar em TI basta entender de números e computadores está enganado. O profissional de TI tem contato frequente com outros setores da empresa, portanto deve ter bom relacionamento interpessoal e ótima comunicação. Ele deve saber ouvir a demanda de quem fala para saber o que e como desenvolver e deve saber explicar as suas ações de forma que qualquer um entenda, afinal, ninguém da empresa tem a obrigação de entender a linguagem técnica da computação: o profissional de TI que tem que conseguir explicar aos seus colegas. Outro erro comum é imaginar que o trabalho em TI é sempre individual. Há bastante trabalho em equipe, até porque desenvolver e implementar sistemas e ações é mais eficiente com duas pessoas (ou mais) que podem checar a lógica, procurar por erros e pensar em soluções. As empresas exigem cada vez mais profissionais de TI flexíveis, com visão sistêmica da organização, proatividade e capacidade de gerenciar projetos. Como a tecnologia é uma área em constante mudança e sempre com novidades, o profissional deve ter interesse em se manter atualizado e gosto por aprender continuamente.

As faculdades de TI

Para se trabalhar na área de TI, existem muitos cursos superiores que podem ser feitos, tanto na modalidade de bacharelado quanto na de tecnólogo. Isso porque a área de Computação é muito ampla e cada curso tem um foco específico. Os bacharelados possíveis são:

  • Engenharia da Computação, com foco no projeto e na construção de computadores, máquinas e equipamentos (hardware) e na integração entre hardware e software, ficando próximo da Engenharia Elétrica;
  • Ciência da Computação, voltado para desenvolvimento de softwares (programas e aplicativos), o que exige muito conhecimento de linguagens, algoritmos, cálculo, estruturas de dados, análise de sistemas e programação;
  • Sistemas da Informação, focado mais na aplicação de soluções computacionais do que no seu desenvolvimento, especialmente nas áreas de organização, fluxo, armazenamento e recuperação de dados, redes de computadores, etc.

Já alguns dos principais cursos tecnólogos são:

  • Gestão da Tecnologia da Informação, de formação generalista, aborda todo o gerenciamento e implementação de sistemas informatizados em empresas (banco de dados, informação, segurança, automação, redes, desenvolvimento, etc), de forma que o profissional tem uma visão ampla do setor de TI.
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas, também com formação ampla, aproxima-se do curso de Ciência da Computação uma vez que tem ênfase no desenvolvimento de softwares em diversas linguagens;
  • Tecnologias da Informação e Comunicação, com formação generalista, permite ao graduado facilitar a comunicação entre setores e uso da informação por uma empresa através de recursos tecnológicos.

Existem ainda cursos tecnólogos mais específicos, que abordam um dos subsetores da TI, por exemplo: Tecnologia em Banco de Dados (organização e gerenciamento de bancos de dados), Tecnologia em Rede de Computadores (configurar o acesso às redes da empresa, como intranet, Wi-Fi e bluetooth), Tecnologia em Sistemas para Internet (desenvolvimento de websites) e Tecnologia em Segurança da Informação (aprimorar a proteção e a confidencialidade de informações individuais ou empresariais).

Bacharelado ou tecnólogo?

Os cursos de Ciência da Computação e Sistemas da Informação têm duração média de 4 anos, já o de Engenharia da Computação, 5 anos. Como cursos de bacharelado, abordam de maneira ampla e aprofundada os conhecimentos teóricos das áreas, permitindo que o graduado siga também carreira acadêmica. Durante os cursos, há muitas aulas teóricas e trabalhos individuais e em grupo para desenvolver as habilidades necessárias ao desenvolvimento e implementação de equipamentos ou sistemas computacionais, o que exige muito raciocínio lógico e abstrato. Entre os três, o mais direcionado às demandas do mercado é Sistemas da Informação. Já os cursos tecnólogos têm duração média de 2 a 3 anos, e surgiram recentemente para suprir rapidamente demandas imediatas de setores específicos do mercado de trabalho. Por isso, são mais voltadas para a prática e para a realidade empresarial. É comum que pessoas que já atuam na área em questão cursem o tecnólogo para aumentar suas qualificações e possibilidades de crescimento na carreira. A contratação de um ou outro profissional dependerá do cargo e das políticas das empresas, mas tecnólogos e bacharéis competem pelas mesmas vagas e a maior carga de conhecimentos teóricos do bacharel lhe permite maior mobilidade profissional. De qualquer forma, tanto como bacharel quanto como tecnólogo, é possível ir se especializando cada vez mais na área de interesse através de pós-graduações, aumentando as suas qualificações.

Assim, para decidir entre um curso de bacharelado ou tecnólogo, reflita sobre as suas intenções profissionais, compare as grades curriculares dos cursos e faculdades de sua preferência e examine as suas possibilidades concretas (tempo e dinheiro necessários, rotina de estudo e/ou estágio, etc) para escolher a opção mais adequada ao seu projeto de vida. Apenas tome cuidado com cursos tecnólogos da área de TI com foco específico em tecnologias que podem ser rapidamente substituídas, pois existe a chance de que até você se formar, as empresas já estejam usando outro recurso e a especificidade da formação se torne obsoleta.

Profissão Ti e Computação

Números de mercado de trabalho

Devido às amplas possibilidades de atuação do profissional de TI em uma empresa, seu salário pode variar bastante conforme a centralidade da área para a organização, localização e tamanho da empresa, entre outras variáveis. Mas de forma geral, a área...

Leia Mais