Profissão Letras - Números do mercado de trabalho

O aluno graduado em Letras possui boas perspectivas profissionais. Com o advento da LDB 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) universalizou-se o acesso à educação básica, que vai da 1ª série até o 12º ano do Ensino Médio. Deste modo, tem havido esforços conjuntos pela melhoria e aprimoramento da educação brasileira.

Por meio desta lei, estabeleceram-se as prioridades de cada setor do poder executivo (governos e prefeituras) e suas responsabilidades no provimento da educação. As prefeituras são responsáveis pelo 1º até o 5ª ano, sendo que as séries restantes — do 6º ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio são de responsabilidade dos governos estaduais.

Salários

O graduado em letras tem como referência salarial o piso nacional do magistério público de 2008 (Lei 11738) que estabelece o valor de R$1917,78 para os professores das escolas municipais e estaduais em todo o território nacional. O salário médio do magistério público é acima de R$2000,00, o que pode ser aumentado se o profissional quiser atuar em escolas de outra rede (municipal, estadual) ou ainda da rede particular de ensino. Neste caso, o salário é em hora/aula atribuída, o que em média é de R$ 15,00 em grandes centros como São Paulo.

Estes são valores de salário-base. Algumas redes de ensino públicas já adotam o sistema de pontuação para professores, o que aumenta a remuneração como tempo de acordo com o desempenho individual do profissional. Para conseguir boas pontuações os critérios são assiduidade, bom desempenho, avaliações periódicas e bons resultados conjuntos em avaliações oficiais para os alunos. Na rede particular, a experiência é fator importante na remuneração.

O mercado de trabalho

Seja em escolas municipais, estaduais ou também na rede particular de ensino, o profissional formado em Letras pode desenvolver uma carreira promissora alavancada pelo enfoque dado à educação pelos governos, sociedade e iniciativa privada em busca de um país mais justo e desenvolvido.

Mas não apenas o magistério tem vagas abertas para os graduados da área de Letras. Há ainda possibilidade de atuação no mercado editorial, publicitário e na crescente área de tradução e criação de conteúdo para mídias digitais e internet.

As escolas de idiomas são uma outra possibilidade de atuação, pois o Brasil está no centro das atenções como país expoente da América do Sul e do mundo globalizado. Daí a existência da crescente demanda de alunos interessados em aprender uma língua estrangeira ou então de alunos estrangeiros que têm interesse em conhecer mais do nosso idioma e de nossa cultura brasileira. A base salarial é a mesma de escolas particulares, sendo que nos grandes centros pode atingir os R$15,00 por hora/aula.

Paralelo a isto, o profissional de Letras conta com possibilidades profissionais também como redator publicitário, revisor editorial ou tradutor (estas duas funções em agências de tradução ou como freelance). Os pisos salariais de redatores publicitários variam de acordo com a região de atuação, ficando no mesmo patamar dos profissionais do magistério, na média de R$2100,00 nos grandes centros. Para revisores e tradutores freelance (a grande maioria), os valores são mais oscilantes pois são cobrados por palavra revista/traduzida ou por laudas (páginas), o que pode ser acertado diretamente com o contratante.

Por dentro da carreira em Letras

O aluno graduado em Letras possui boas perspectivas profissionais. Com o advento da LDB 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) universalizou-se o acesso à educação básica, que vai da 1ª série até o 12º ano do Ensino Médio....

Leia Mais