Profissão Marketing - Números do mercado de trabalho

A atuação de um profissional de marketing dentro de uma empresa sempre será necessária e por isso a perspectiva de mercado é boa. Aquele profissional que optar pelo mundo digital terá ainda mais oportunidades, principalmente se buscar constantes certificações, pois estas ajudam a obter uma melhor compensação financeira. O mercado já entendeu que há escassez de mão de obra e ainda são poucas as pessoas que conseguem acompanhar as rápidas atualizações no mundo online.

Engana-se quem pensa que para isso basta criar conhecimentos em mídias sociais. As empresas estão apostando em pessoas que além dessa habilidade, saibam sobre mobile marketing, e-mail marketing, links patrocinados, SEO (Search Engine Optimization), entre outros.

Salários

O profissional de marketing consegue conquistar altos salários quanto mais tempo de trabalho tiver e quanto mais atualizado estiver. Em média ele inicia ganhando em torno de R$2.500. Tudo dependerá da área de atuação, do tempo de experiência e o porte da empresa.

O analista de marketing com três a cinco anos de carreira pode chegar a ganhar de R$3.500 a R$5 mil. Quem trabalhar com coordenação de marketing e comunicação iniciará ganhando cerca de R$4 mil; com cinco ou seis anos de atuação passará para R$7 mil. Como o aumento de vagas em marketing digital estão em alta, vale a pena olhar para esses números - um profissional júnior ganhará cerca de R$2.500, e um gerente, em torno de R$6 mil – e esses números ainda podem subir.

O campo se torna ainda mais fechado porque muitos consideram essa área para jovens, o que não é realmente verdade, mas aqueles que dominam as técnicas conseguem muitas vezes, de forma autônoma, ter ganhos acima de R$10 mil mensais.

O mercado de trabalho

O marketing está entre as áreas que mais empregaram no ano de 2014, principalmente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. A tendência é continuar em ascensão, já que com o mundo online se criou uma nova forma de consumo – o famosos e-commerce. De acordo com a Associação Brasileira de Agências Digitais (ABRADI), a área de marketing cresceu 50% nos últimos três anos.

O marketing de conteúdo não fica de for a. Com essas mudanças de padrão de consumo, o mercado ganhou mais força, e quem pretende atuar com marketing de conteúdo terá mais oferta de trabalho. Isso porque será necessário gerar e administrar conteúdo para sites, blogs, publicações em redes sociais e no ambiente offline. Um estudo mostrou que 83% dos profissionais brasileiros estão seguindo a área de conteúdo e as empresas investiram 57% nela no ano de 2014.

Assim, vale destacar que o perfil do profissional continua o mesmo, focado em negócios, com a diferença da atualização constante para acompanhar o consumidor, que está a cada dia mais ativo e exigente. Cursos de especialização no mundo digital ainda são poucos, mas o mercado já viu que terá de abrir novas portas. Esse tipo de qualificação também demandará profissionais para repassarem o conhecimento, abrindo o ramo de trabalho do ensino.

Por dentro da carreira em Marketing

A atuação de um profissional de marketing dentro de uma empresa sempre será necessária e por isso a perspectiva de mercado é boa. Aquele profissional que optar pelo mundo digital terá ainda mais oportunidades, principalmente se buscar constantes certificações, pois...

Leia Mais