Profissão Química - Números do mercado de trabalho

O profissional de química pode optar por duas vertentes para o desenvolvimento de suas atividades de análise e pesquisa. Pode ter o enfoque na Química Tecnológica, visando o aspecto do estudo sistêmico de processos de produção de substâncias e compostos para produtos da indústria de base ou de manufaturados. Seu campo de atuação é o mais variado, com destaque para as indústrias farmacêutica, petroquímica, química, de biocombustíveis, de fertilizantes, cosméticos, de sintéticos, têxtil e de alimentos.

Há ainda a vertente da Química Ambiental, que visa à análise sobre os impactos de processos produtivos no meio ambiente de modo intensivo. O químico ambiental analisa as causas de contaminação por processos químicos do solo, da água, do ar, de acordo com parâmetros de confiabilidade estabelecidos pelos órgãos competentes. Ele atua em conjunto fiscalizando os índices de contaminação pela mão humana, fazendo trabalho preventivo, interventivo e corretivo. O químico ambiental ainda pode prestar consultoria para empresas nos processos produtivos na busca de melhores produtos visando menores impactos para o meio ambiente na busca da sustentabilidade.

Salários

Os profissionais licenciados em Química atuantes no magistério das escolas públicas têm o piso salarial de R$1917,18 assegurado pela lei 11738. O profissional que desejar atuar como professor da rede particular contará com salários calculados por hora-aula, na média de R$15,00.

Os salários podem variar de acordo com as políticas salariais da rede de ensino para o magistério, pautadas por critérios de desempenho, assiduidade, desempenho de avaliação discente em provas oficiais, entre outros.

Para os profissionais que atuam na área de pesquisa em indústrias ou institutos os salários estão na média de R$3000,00 para químicos industriais.

O mercado de trabalho

A empregabilidade é alta em todo o território nacional, com demanda por profissionais do magistério ou que atuem em pesquisa e desenvolvimento na indústria e institutos. O bacharel em Química deve saber mais de um idioma estrangeiro, ter conhecimentos de informática e ter feito bons estágios durante a graduação. A especialização é um diferencial, além de o profissional saber dialogar de modo interdisciplinar com outras áreas do conhecimento no desenvolvimento de suas atividades.

O licenciado em Química tem as mesmas prerrogativas do bacharelado, além de estar habilitado para lecionar Ciências no Ensino Fundamental e Química no Ensino Médio. A importância na construção de um projeto pedagógico de acordo com as demandas na área de Química contemporânea é o diferencial para o professor que deseja incutir nos alunos o gosto por esta área do conhecimento científico.

Por dentro da carreira em Química

O profissional de química pode optar por duas vertentes para o desenvolvimento de suas atividades de análise e pesquisa. Pode ter o enfoque na Química Tecnológica, visando o aspecto do estudo sistêmico de processos de produção de substâncias e compostos...

Leia Mais