Profissão Zootecnia - Números do mercado de trabalho

Salários

O salário do zootecnista pode ter variações conforme a região de trabalho, tempo de experiência, área de atuação e carga horária. Em 2014, uma jornada de trabalho de seis horas diárias pagava cerca de R$4.300 por mês, para quem trabalhasse sete horas subia para R$ 5.200 e uma jornada de oito horas resultava num salário mensal de aproximadamente R$6.100. Em média, um profissional intermediário ganha entre R$5 mil a R$7 mil e se estiver trabalhando em pesquisa e ensino, no auge da carreira, pode ganhar por volta de R$10 mil.

É muito comum no início da carreira atuar com coleta de informações genéticas, manejo de pastagens e alimentação animal. A orientação e gerenciamento de projetos agropecuários também são parte da carreira, assim como a pesquisa em zootecnia.

Muitos optam por seguir em instituições de ensino e pesquisas. Consultoria e orientação técnica tanto para produtores rurais como para empresas encaixam-se no cotidiano da zootecnia.

O mercado tem preferência por profissionais com múltiplas competências e que buscam atualizações por meio de feiras e congressos.

O mercado de trabalho

Não faltam empregos para zootecnistas. O recente aumento de renda das famílias brasileiras impulsionou o crescimento da classe média e, consequentemente, o crescimento do consumo de carne bovina. O número de formados em zootecnia não acompanhou essa tendência e, por isso, há atualmente uma escassez de zootecnistas no país.

Este profissional tem a oportunidade de atuar em todas as áreas de produção animal. Começando na criação até o produto que chega na mesa do consumidor, o que envolve etapas como segurança alimentar, nutrição e bem-estar dos animais. Isto significa que podem atuar de diversas formas, sendo como autônomos ou como consultores.

Nos últimos anos abriu-se mais oportunidades para os zootecnistas com a valorização e expansão do agronegócio com destaque na carne bovina. Profissionais de muitas áreas tornaram-se necessários já que o produto tornou-se ainda mais importante para exportação. As exigências dos mercados externos com a qualidade do produto requisitou que as empresas contratassem zootecnistas, pois eles conseguem promover gestão e qualidade.

A região Centro-Oeste conseguiu impulsionar o mercado e a região Norte tem riqueza em animais silvestres e muito poderá ser feito para criação de bovinos e búfalos. A condição climática do Nordeste faz com que cresça a pecuária leiteira. Como pode-se ver em todo o país há oportunidades, até mesmo nas cidades do interior de São Paulo é possível encontrar oportunidades na pecuária.

Por dentro da carreira em Zootecnia

O salário do zootecnista pode ter variações conforme a região de trabalho, tempo de experiência, área de atuação e carga horária. Em 2014, uma jornada de trabalho de seis horas diárias pagava cerca de R$4.300 por mês, para quem trabalhasse...

Leia Mais