Por dentro da carreira em Enfermagem

O que faz o profissional de Enfermagem?

O enfermeiro atua na saúde individual e coletiva, agindo em prol da promoção, manutenção e restabelecimento da saúde das pessoas. Seu trabalho é quase sempre em conjunto com outros profissionais da saúde como médicos, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e terapeutas ocupacionais. Na saúde individual, ele cuida da higiene, alimentação e administração de medicamentos dos pacientes, faz curativos, presta os primeiros socorros, coleta dados sobre a saúde do paciente, realiza triagens e prescrições médicas, auxilia o médico em cirurgias e exames, entre outras atividades. Na saúde coletiva, pode fazer trabalhos educativos para prevenir doenças e promover a saúde em comunidades. O enfermeiro está em todos os setores dos hospitais e pode se especializar em um deles, por exemplo: geriatria, pediatria, psiquiatria, saúde da família, ginecologia, obstetrícia... Os locais de trabalho mais comuns desse profissional são hospitais, unidades básicas de saúde e clínicas médicas, mas ele também pode trabalhar em: casas de repouso ou de reabilitação, auxiliando nas necessidades diárias dos internos; assistência domiciliar (home care), ajudando pessoas que precisam de cuidados especiais nas suas casas; organizações, prestando atendimento ambulatorial aos funcionários de uma empresa; pesquisa clínica e acadêmica sobre medicamentos, epidemias, doenças, etc; ensino, formando novos profissionais especialmente de nível técnico; administração hospitalar, planejando, organizando e supervisionando recursos, processos e equipes hospitalares. Os graduados devem se registrar no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) para exercer a profissão.

Perfil do profissional de Enfermagem

Em primeiro lugar, o profissional de Enfermagem deve ser uma pessoa dedicada ao cuidado direto de outras pessoas em um momento em que elas estão fragilizadas. Além da paixão, é necessária a aptidão para isso, e dependendo da instituição, disponibilidade para trabalhar em esquemas pesados de plantão, em finais de semana e feriados. Saber oferecer apoio médico e emocional é muito importante no trabalho do enfermeiro, que deve saber ouvir as pessoas, construir relações de confiança com os pacientes, controlar as próprias emoções e atuar sempre com alta postura ética, para que questões pessoais não afetem o tratamento dado a certos pacientes. Bom relacionamento interpessoal e trabalho em equipe são pré-requisitos, uma vez que o enfermeiro atua de forma multidisciplinar com profissionais de outras formações. Por último, é importante que esse profissional sempre busque aprendizagem e formação contínua, para dar a melhor assistência aos seus pacientes.

A faculdade de Enfermagem

O curso superior de Enfermagem é oferecido nas modalidades de bacharelado e licenciatura, com duração média de 4 anos em período integral. O objetivo do bacharelado é formar enfermeiros generalistas, que podem atuar nas diferentes áreas de qualquer instituição de saúde. Já a licenciatura é para quem tem interesse em se tornar professor de cursos profissionalizantes de enfermagem, que formam auxiliares e técnicos de enfermagem.

No bacharelado há muitas disciplinas básicas da área de Ciências Biológicas como histologia, bioquímica, biologia, anatomia, imunologia, etc, e também há disciplinas introdutórias de outras áreas do conhecimento como psicologia, sociologia, nutrição e administração. As disciplinas específicas tratam da saúde em geral e do cuidado aos pacientes, por exemplo: farmacologia, saúde do trabalhador, epidemiologia, cuidados em saúde mental, gestão em saúde, cuidado ao idoso, à criança, ao adolescente e à mulher, administração de medicamentos, etc. Há atendimento real a pacientes como estágio obrigatório durante a faculdade. Na licenciatura, as disciplinas são voltadas para o ensino.

Enfermeiro, técnico em enfermagem ou auxiliar de enfermagem?

Para ingressar na área de Enfermagem, existem três cursos que podem ser feitos: bacharelado em enfermagem (nível superior), técnico em enfermagem (nível médio) e auxiliar de enfermagem (nível fundamental). Quanto maior o nível de formação, mais atribuições o profissional pode receber, com níveis de complexidade distintos. Todos eles devem completar o curso respectivo e registrar-se no COREN para exercer a profissão.

O bacharelado tem duração média de 4 anos e é a formação mais completa para a carreira, permitindo ao profissional exercer atividades de grande complexidade. O técnico dura cerca de 2 anos e é destinado a alunos do 3° ano do Ensino Médio ou já formados no Ensino Médio. O curso é voltado para a prática de procedimentos de média complexidade e o formado pode se candidatar a cargos de técnico em enfermagem.

Já para o cargo de auxiliar de enfermagem, é necessário ter ensino fundamental completo e cursar o profissionalizante que dura cerca de 1 ano e que lhe permite realizar procedimentos básicos.

Com a formação de técnico ou auxiliar de enfermagem, é possível ingressar mais rapidamente no mercado de trabalho, mas com menos responsabilidades e consequente menor salário do que os enfermeiros. No entanto, ainda é possível continuar os estudos e posteriormente se formar em nível de bacharelado. Lembre-se porém de que os cursos de técnico e auxiliar de enfermagem não têm o propósito de ser “preparatórios” para o bacharelado, e cursá-los com essa mentalidade ditorce os seus objetivos iniciais e tira a oportunidade de outras pessoas que poderiam querer ou só têm condições de se formar nesses níveis.

Assim, para decidir entre os cursos de enfermeiro, técnico de enfermagem ou auxiliar de enfermagem, reflita sobre as suas intenções profissionais, compare as grades curriculares dos cursos e faculdades de sua preferência e examine as suas possibilidades concretas (tempo e dinheiro necessários, rotina de estudo e/ou estágio, etc) para escolher a opção mais adequada ao seu projeto de vida.

Profissão Enfermagem

Números de mercado de trabalho

Não existe um piso salarial único para enfermeiros no Brasil, mas há valores estaduais sugeridos. Em início de carreira, um enfermeiro costuma ganhar de R$1.500,00 a R$2.500,00, dependendo da localização, do tamanho e do tipo da instituição em que atua....

Leia Mais