Por dentro da carreira em Estética

O que faz o Esteticista?

Este profissional atua com a beleza e saúde promovendo bem-estar aos seus clientes. Atuam em salões ou clínicas de estética, em spas e em instituto de beleza. Seu principal objetivo é garantir a autoestima do(a) cliente.

Suas responsabilidades incluem avaliar as condições da pele de seus pacientes, entender diferentes tratamentos e produtos, educar os pacientes sobre como utilizar os produtos, indicar os pacientes a outros especialistas caso identifique alguma doença mais séria.

Tem habilidades para trabalhar na aplicação de cosméticos na pele, assim como usar aparelhos para eliminar manchas, fazer depilação, massagem, drenagem linfática e hidratação. O bronzeamento artificial também pode ser realizado por estes profissionais. Seu trabalho envolve orientação para que os clientes aprendam sobre a importância de cuidar do aspecto físico.

Perfil do profissional de Estética

Seguir carreira em estética demanda mais do que gostar do mercado da beleza. O esteticista acima da média é aquele que estuda e entende diferentes tipos de peles, potenciais alergias e outras complicações que podem resultar de tratamentos de beleza, para assim fazer as recomendações corretas para seus clientes.

Também é necessário ser simpático e ter sensibilidade para lidar com pessoas, pois seus clientes normalmente serão indivíduos sensíveis em relação a própria aparência. Recomendar tratamentos de beleza sem ofender é algo natural para grandes profissionais desse ramo.

Claro que todas as qualidades acima devem ser acompanhadas de capacidade técnica para realizar os procedimentos de beleza, afinal este é o mínimo que um esteticista precisa saber.

A faculdade de Estética

Existem cursos de bacharelado e tecnólogo em estética com o objetivo de formar profissionais preocupados com a saúde, beleza e bem-estar do próximo. Na modalidade de bacharelado o aluno passará três anos na faculdade. Estudará técnicas preventivas e reparadoras, além de conhecer aparelhos utilizados na área.

Muitos cursos formam o aluno para que possa ir além e aprender a administrar seu próprio negócio, seja na área corporal, facial ou ambos. Essa grade curricular trará também disciplinas de marketing e gestão. O curso é repleto de aulas práticas, técnicas usadas para procedimentos clínicos, quando atua-se com médico, entre outras. O estágio é obrigatório assim como o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Bacharelado ou Tecnólogo?

O curso de Tecnologia em Estética tem duração de dois anos e visa formar profissionais empreendedores e que tenham técnicas esteticistas. Algumas instituições procuram focar em uma área específica, como maquiagem profissional.

A diferença entre o curso de bacharelado ou tecnólogo é a carga horária. O de longa duração acaba se tornando mais abrangente, mas ambos são cursos superiores reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Se desejar prosseguir os estudos, qualquer profissional poderá optar por uma pós-graduação Latu Sensu (especialização, aprimoramento, etc) ou Stricto Sensu (mestrado e doutorado).

Há ainda cursos técnicos (nível médio), que são também uma das opções para quem quer trabalhar na área de beleza. A diferença é a carga horária menor e a área de atuação mais restrita. Neste caso é importante verificar se a escola está autorizada a oferecer o curso e se a carga horária corresponde às exigências legais.

Alunos que fizeram cursos de Estética no exterior podem atuar no Brasil, mas só depois de validarem seus certificados no sindicato da classe.

Profissão Estética

Números de mercado de trabalho

O salário do esteticista varia de acordo com a área de atuação, que pode ser consultado nos sindicatos de cada região. Em média o profissional ganha entre R$2 mil a R$3 mil por mês. Além disso, acredita-se que esta é...

Leia Mais