Profissão Contabilidade - Números do mercado de trabalho

Quer garantir um emprego? Faça contabilidade!

Assim como dois mais dois é igual a quatro em qualquer lugar que não seja música de Caetano Veloso ou livro de George Orwell, um profissional de contabilidade não fica desempregado no contexto econômico atual. Na verdade, a maioria dos estudantes de Ciências Contábeis já termina o curso com trabalho certo. E não é preciso nem fazer faculdade para entender essa lógica. No País, são mais de cinco milhões de empresas ativas e cada uma delas necessita da figura do contador. O número de profissionais registrados no Conselho Federal de Contabilidade (CFC), porém, corresponde a apenas 10% desse total.

Salários

No Brasil, o salário mínimo do contador varia de acordo com o setor e a região de trabalho, não existindo piso único para todo o território nacional. Porém, por meio de pesquisa realizada pela Robert Half é possível ter uma ideia de que, sem dúvida, contadores e números são bons camaradas. Confira abaixo o que afirma o estudo, sendo valores iniciais observados em vagas para profissionais recém-formados trabalhando em pequenas e médias empresas e valores máximos em vagas para profissionais com mais de uma década de experiência em grandes empresas.

  • Diretor financeiro: 12.000 - 40.000
  • Controller: 7.000 - 35.000
  • Gerente de Planejamento Financeiro/Tesouraria: 7.500 - 30.000
  • Gerente Financeiro: 6.000 - 24.000
  • Gerente Contábil: 6.000 - 25.000
  • Gerente de Auditoria: 8.000 - 25.000 (apenas grandes empresas)
  • Gerente Fiscal: 6.000 - 25.000
  • Coordenador Financeiro: 4.500 - 12.000
  • Coordenador de Controladoria: 5.000 - 14.000
  • Coordenador Fiscal/ Contábil/ Contador: 5.000 -13.000
  • Auditor: 2.500 -12.000
  • Analista Fiscal/Contábil: 2.000 - 10.500
  • Analista de Planejamento/Tesouraria: 2.000 - 11.000
  • Analista Financeiro: 2.000 - 8.500

O mercado de trabalho

Contabilidade é a quarta profissão mais demandada do mundo, segundo o próprio CFC. E esse número não deve mudar tão cedo, principalmente no Brasil. Em tempo de desaceleração econômica, como o que estamos enfrentando, aumenta a necessidade de corte de custos e a demanda pelo profissional contábil. Uma pesquisa realizada pela consultoria Robert Half, em 2013, revelou que 62% dos diretores financeiros brasileiros entrevistados pela organização pretendiam criar novas vagas nas áreas financeira e de contabilidade.

A esse dado, soma-se a adesão do Brasil às Normas Internacionais de Contabilidade, em 2010, que aumentou a demanda pelo contador não apenas no mercado brasileiro como em vagas relacionadas ao comércio exterior. Tudo isso exige uma melhor preparação do profissional, que precisa estar adequado à nova realidade, com amplo conhecimento de contabilidade internacional e, preferencialmente, nível fluente de inglês. Também são importantes cursos de pós-graduação e atualização constante. Afinal, a própria contabilidade deixou de ser estática em prol da modernização. Exemplo disso é o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), que digitaliza processos de contabilidade e de escrituração desde 2007.

O profissional de contabilidade pode trabalhar em escritórios contábeis, empresas dos mais variados ramos, escritórios de consultoria, como autônomo, professor ou pesquisador. Também se destacam ótimas oportunidades no setor público, em funções como Contador Público; Agente Fiscal de Rendas do Município, do Estado e da União; e Auditor do Tribunal de Contas. Para exercer a profissão é necessário se registrar junto ao CFC e passar no Exame de Suficiência, como estabelece a Lei 12.249, de 2010.

Números de Contabilidade no Brasil

  • No Brasil existem atualmente cerca de 520 mil profissionais registrados no CFC
  • Desses, em torno de 325 mil são de nível superior e 195 mil são de nível técnico,
  • A maioria desses profissionais está no estado de São Paulo (28%)
  • O número de contadoras mais do que dobrou na última década
  • Tínhamos 61 mil profissionais mulheres em 2004. Em 2013, esse número subiu para 135 mil

Por dentro da carreira em Ciências Contábeis

Assim como dois mais dois é igual a quatro em qualquer lugar que não seja música de Caetano Veloso ou livro de George Orwell, um profissional de contabilidade não fica desempregado no contexto econômico atual. Na verdade, a maioria dos...

Leia Mais